Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AlGo à Mesa

Doce ou salgado, saboroso e 100% vegetal

Fevereiro 22, 2020

Pataniscas de legumes

Snack, salgado para mesas de festas ou piqueniques... e um ótimo prato principal. 

Sim, é frito. Não sei se ficará bom feito no forno, mas é questão de experimentar.

IMG_20200222_003544.jpg

Usei:

- Duas cebolas
- Duas cenouras
- Um molho de salsa
- 200 gr de farinha de trigo
- 100 gr de farinha de grão
- Duas chávenas de água com gás
- Uma colher de chá de curcuma
- Um dente de alho ralado
- Sal q.b.
- Óleo para fritar

Como fazer:

Ralar a cenoura e picar a cebola, o alho e a salsa. Reservar.

Preparar o polme.
Misturar as farinhas de trigo e grão, a curcuma e o sal.

Juntar a água com gás até ao ponto, não muito grossa nem muito líquida (não sei explicar melhor).

Misturar os legumes no polme e envolver bem.

Fritar colheradas de massa em óleo quente e depois escorrer em papel absorvente

 

Ficam bem acompanhadas com arroz de feijão ou arroz de tomate e uma salada verde.

 

Está pronto, podem vir para a mesa.

 

Fevereiro 05, 2020

Risotto de espargos e cogumelos

Gosto muito de espargos e quando os encontro a um preço que não preciso de vender um rim, não os consigo deixar na loja. Gosto grelhados, temperados com azeite e flor de sal, só cozidos e no risotto, com ou sem cogumelos fica maravilhoso.

IMG_20200205_205725.jpg

Usei:

- Uma chávena de arroz para risotto
- 150 gr de cogumelos shimeji, ou outro que prefiram
- 12 espargos verdes frescos
- 1 l de caldo de legumes, de preferência caseiro
- 1 cebola pequena picada
- Um shot, mais gota menos gota, de vinho branco
- Uma colher de sopa de manteiga vegetal
- Sal, pimenta e azeite q.b.

- Azeite, sal, pimenta e piripiri q.b.

Como fazer:

Aquecer o caldo de legumes, precisamos dele a ferver.

Arranjar os espargos, retirando a ponta fibrosa do pé e cortar aos pedaços, deixando a ponta bonita, porque fica giro.

Limpe os cogumelos, os shimeji têm sempre os pés sujos.

Num tacho com um fundo de azeite juntar a cebola e deixar que amoleça um pouco, juntar os pés dos espargos (não a tal pontinha bonita), os cogumelos e o arroz. Envolver e deixar fritar um pouco.

Refrescar com o vinho branco e deixar absorver. Tudo isto, sempre a mexer com colher.

Adicionar uma concha de caldo e as pontas dos espargos e envolver e a partir daqui é, aos poucos, ir adicionando o caldo e sempre que este absorve, adicionar mais um pouco, concha a concha, mexendo sempre que se adiciona o líquido. Isto até o arroz estar cozido, tempo que deve constar no pacote de arroz e que podemos verificar provando os bagos do mesmo.

Quando estiver pronto, junta-se a colher de sopa de manteiga vegetal e envolve-se bem.

Serve-se de imediato, polvilhado com o "parmesão" ralado (que não consta na foto porque sou totó me esqueci e só coloquei já estava a comer)

Está pronto, podem vir para a mesa.

Janeiro 27, 2020

Noodles de legumes a imitar o chinês

Então como está a correr esse ano novo?
O ano novo chinês, que o outro já vai lançado e o primeiro mês está quase feito.

Não é difícil trazer a China à mesa, querem ver?

IMG_20200115_200452.jpg

Usei:

- Noodles (usei daqueles que estão prontos a ir para a wok)
- Meio pimento, usei verde
- Meia cebola
- Uma cenoura
- Uma chávena de rebentos de soja (ah e tal! é feijão mungo, tá bem, chamem o que quiserem)
- Uma chávena de rebentos de bambu (o Aldi tem, ou tinha, em frasco)
- Uma chávena de cogumelos brancos
- "Meia dúzia" de cogumelos "Orelhas de Judas" desidratados (o Aldi tem, ou tinha)
- Um bocadinho (tamanho de um dente de alho) de gengibre ralado
- 3 ou 4 colheres de sopa de molho de soja
- Água ou caldo de legumes q.b.
- Azeite, sal e pimenta q.b.

Como fazer:

Para usar a wok (ou o wok? nunca sei) convenientemente, convém preparar antecipadamente tudo o que se vai colocar nele, fazer o que se chama a "mise en place". Então vá:

Hidratar os cogumelos "Orelhas de Judas" (não menos de meia hora de molho em água fria)

Preparar os legumes em tiras e laminar os cogumelos brancos.

Aquecer @ wok. 

Num fundo de azeite (ou um óleo vegetal, mas eu prefiro o azeite mesmo) adicionar os legumes, envolver, deixar um minuto ou dois e adicionar o seguinte, pela seguinte ordem:

cogumelos "Orelhas de Judas", cenoura, rebentos de bambu, pimento, cebola, rebentos de soja, cogumelos brancos.

Quando todos já estiverem bem envolvidos, juntar o molho de soja.

Os legumes devem ter criado caldo, mas se estiver muito seco juntar um pouco de água ou caldo de legumes (caseiro, já falamos sobre isso, pode ser por exemplo caldo que está a mais na hora de passar a sopa). 

Temperar com sal e pimenta (cuidado com o sal, levou molho se soja que já é salgado)

Uns 8 ou 10 minutos depois, sendo que se foi mexendo de vez em quando, acrescenta-se uma chávena de água ou caldo, deverá ser o suficiente para cozer os noodles, junta-se a massa e o gengibre ralado e deixa-se cozer 6 minutos (ou o tempo que for sugerido no pacote da mesma). 

A meio do tempo, envolve-se tudo e retificam-se os temperos.

Está pronto, podem vir para a mesa...

... comer com pauzinhos!

 

Janeiro 16, 2020

Faz lembrar "chili"

Diz que hoje é o Dia Internacional da Comida Picante.  Então vá, vamos jantar picante.

IMG_20200115_220314.jpg

Usei:

- 250 gr de feijão cozido (manteiga, vermelho ou preto)
- Uma cebola 
- Um tomate maduro
- Uma chávena de molho de tomate
- Meio pimento verde ou vermelho
- Uma cenoura
- Meio nabo pequeno
- Uma chávena de milho
- Piripiri a gosto, mas é para ser picante (se gostarem)
- Azeite, sal, pimenta q.b.

- Coentro ou salsa a gosto

Como fazer:

Picar as cebola grosseiramente. Cortar o tomate, o pimento, a cenoura e o nabo em cubos pequenos.

Numa frigideira, num fundo de azeite, refogar o tomate, a cebola, o pimento, a cenoura e o nabo. Temperar com um pouco de sal, vai ajudar os legumes a libertar os sucos, o que contribui para que não fritem muito.

Quando a cebola amolece, juntar o milho e o molho de tomate. Temperar com pimenta e o piripiri e deixar cozinhar durante mais ou menos 10 minutos. Se ficar muito seco, pode-se juntar um pouco de água.

Quando a cenoura, que é o mais duro, estiver cozida juntar o feijão cozido, retificar temperos e deixar apurar.

Quando estiver pronto, polvilhar com os coentros, ou a salsa, envolver e desligar o lume.

Servir com arroz branco e brócolos. Fica uma combinação perfeita.

Está pronto, podem vir para a mesa.

 

Dezembro 29, 2019

Paella de Legumes

Desde a primeira vez que fiz este prato, é dos que mais me pedem quando dizem que querem comida vegetariana. Eu não me importo, porque é muito bom.

Se não vos apetecer para o ano novo, podem fazer já hoje para o jantar.

IMG_20180209_195944.jpg

Usei:

- Meio litro de caldo de mar (ou água)
- Uma chávena de arroz para paella (ou não)
- Uma cebola
- Três dentes de alho
- Três colheres de sopa de polpa de tomate (ou tomate triturado)
- Um pimento (ou o equivalente em tiras de vários pimentos coloridos. Fica mais rico em sabor e mais bonito)
- Uma cenoura em tiras finas
- Uma chávena de ervilhas
- Meia chávena de milho cozido
- Meia chávena de feijão preto cozido
- 250 gr de cogumelos laminados
- Algas variadas
- Azeite, sal, pimenta e piripiri q.b.
- Uma colher de sobremesa de açafrão
- Salsa picada, ou coentros.b.
 

Como fazer:

Começar por preparar o caldo de mar, que nada mais é do que algas (das que se vendem nos supermercados e de preferência variadas) mergulhadas em meio litro de água com sal. Reservar.

Cortar os pimentos em tiras, picar a cebola e os alhos e reservar (tudo separado).

Na frigideira de paella (ou noutra larga), aquecer um fio de azeite e alourar as tiras de pimentos. Retirar do lume e reservar.

Na mesma frigideira, e sem lavar, refogar a cebola picada e o alho. Depois é ir adicionando coisas, envolver e esperar um pouco que cozinhem, por esta ordem:
Açafrão, a pimenta e o piripiri
Polpa de tomate
Cenouras
Ervilhas e milho
Arroz.

Verter o caldo (coar as algas) ou a água aos poucos conforme o arroz vá precisando e mexer sempre.

Ao fim de quatro minutos adicionar os cogumelos e ir acrescentar caldo e quando este acabar, água a ferver, até ao cimo da frigideira. Se secar muito, pode ter que levar mais água, sempre a ferver, para que não pare a cozedura. Uns 5 minutos antes de estar pronto, adiciona-se o feijão.

Envolva e retifica-se o tempero.

Em cerca de 15 minutos, o arroz estará cozido, mas o melhor é ir provando. Não o queremos caldoso, mas também não completamente seco, pode-se ir acrescentando água sempre que for necessário.

Dispor as tiras de pimento, tentando que fique bonito, pode-se ainda polvilhar com salsa ou coentros.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Dezembro 20, 2019

Natal - Roupa Velha

Não sei como é em vossa casa, mas na minha, este é o prato do jantar de dia 25. O jantar de véspera já leva ingredientes a mais, de propósito para sobrarem e é com essas sobras que se faz um dos meus pratos preferidos de Natal e que foi dos primeiros que pensei adaptar na quadra.download_20190106_155657.jpg

Quantidades é o que sobra, por isso não consigo quantificar, mas já sabem, quanto mais, melhor 

Usei:
- Sobras de tofu (este, por exemplo)
- Sobras de batatas cozidas
- Sobras de couve portuguesa cozida q.b.
- Sobras de cenouras cozidas q.b.
- 4 dentes de alho
- 2 folhas de louro
- azeite, sal e pimenta q.b.

Como fazer:

Cortar todas as sobras de tofu e legumes em pedaços pequenos e reservar, mantendo as couves em separado
 
Picar os dentes de alho e alourá-los em azeite. 
 
Juntar os legumes e o tofu, temperar com pimenta e deixar alourar . Adicionar as couves, envolver e deixar ao lume até que aqueçam.
 
Transferir para uma travessa e servir de imediato.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Dezembro 12, 2019

Natal - Seitan assado

E para o dia de Natal, quando a família come o assado? No ano passado resolvi com um "seitan do desenrasque" que os comensais só não trocaram pelo peru porque não chegava para todos.

download_20190106_155629.jpg

"Ah! Mas o seitan parece borracha e não tem sabor!!"

Nada disso, desde que se escolha um bom seitan e se faça um bom tempero. Eu uso o da marca Shambhala, que não me paga para a referir, infelizmente. Depois é só deixa-lo no banho pelo menos três horas e fica delicioso.

download_20190106_155519.jpg

Usei:

- Seitan, quantidade depende de quantos vão comer, este era de 500 gr.
- 4 dentes de alho esmagados, pode ser com a casca
- 2 folhas de louro
- Uma colher de sopa de molho inglês
- 3 colheres de sopa de molho de soja
- 4 colheres de sopa de vinho branco
(confesso que estas medidas de líquidos foi a olho, mas é mais ou menos isto)
- sal, pimenta, piripiri e azeite q.b.

Como fiz:

Parti o seitan em fatias e sequei-o muito bem com um pano.

Numa taça juntei o molho de soja, o molho inglês e o vinho branco, temperei com pimenta e piripiri.
Mergulhei o seitan no liquido, apertando para que absorva tempero. Adicionei os alhos e o louro.

Deixei marinar duas horas.

Na hora de cozinhar, eu usei a Actifry, que funciona como um forno, mas também pode ser feito numa frigideira.


Descartei a marinada, mas não é necessário escorrer muito o seitan.
Untei o tabuleiro com azeite e dispus as fatias, temperei com sal e deixei dourar de ambos os lados.

Servi com os acompanhamentos que havia. Arroz branco, grelos cozidos e BATATA FRITA!! Mas podem (e devem) ser criativos no acompanhamento.

Podem vir para a mesa.

 

 

 

Dezembro 10, 2019

Natal - Tofu com todos

Se querem acompanhar a família no prato tradicional da ceia de Natal mas não querem comer o pobre bacalhau, podem preparar um tofu que acompanha muito bem a batata e a couve e mais outros legumes que achem por bem. Mesmo que vão a casa de alguém, é fácil levar umas fatias de tofu num "taparuere".

Não levem é contado, porque é provável que alguém queira provar e vocês precisam de comer.download_20190106_155621.jpg

Tofu não sabe a nada. Ótimo, tem todo um potencial de tempero onde o limite é a imaginação. Ter atenção só em temperar, pelo menos, duas horas antes de cozinhar.

download_20190106_155516.jpg

Usei: 
- Tofu, a quantidade depende de quantos vão comer, usei as barras de 500 gr.
- 4 dentes de alho picados
- Sumo de meio limão
- 2 folhas de louro
- sal, pimenta e azeite q.b.
 
Como fiz:
 
Parti o tofu em fatias, mais ou menos do mesmo tamanho, e temperei com os alhos picados, o sumo de limão, as folhas de louro e pimenta.
Deixei a marinar duas horas.
 
Na hora de cozinhar, aqueci um frigideira anti aderente untada com azeite, temperei o tofu com sal e levei-o a fritar até ficar bem douradinho.
 
Servir com os acompanhamentos desejados, mas a batata, cenoura e couve cozidas "cheiram" a Natal.
 
Podem vir para a mesa.

Novembro 28, 2019

Cogumelos e espinafres salteados

Sai um jantar super rápido com marmita para o dia seguinte?

O arroz já estava feito de refeições anteriores e havia ainda uns bimis (para mim são brócolos, mas adiante) para compor a refeição que serviu para levar para o almoço, mas na foto foi só isto e para jantar serve bem.

IMG_20180402_200558.jpg

Usei:

- Meia dúzia de cogumelos (brancos, mas pode ser outro qualquer)

- Meia cebola

- Uma tira de pimento (usei vermelho, mas qualquer um é bom)

- Dois dentes de alho (ou 4, ou nenhum, é ao vosso gosto)

- Uma dúzia de azeitonas (ou quantas vos apetecer. Aqui estão 13, até porque só as contei agora na foto)

- Uma mão cheia (muito cheia) de espinafres.

- Azeite, sal, pimenta e piripiri q.b.

IMG_20180402_192505.jpg

Como fiz:

Laminar os cogumelos, cortar a cebola e o pimento em tiras, laminar ou picar os alhos.

Num wok aquecer um fio de azeite e adicionar a cebola e o pimento e deixar até ficar translucida, mexendo ocasionalmente.

Juntar os cogumelos, temperar de sal, pimenta e piripiri e envolver.

Deixar cozinhar, mexendo ocasionalmente, durante uns 10 minutos

Juntar os espinafres e as azeitonas e envolver. Tapar o wok, desligar o lume e deixar repousar.

Quem preferir pode deixar os espinafres cozinharem um pouco, eu acho que o calor que existe é suficiente.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Outubro 31, 2019

Massada de grão de bico com coentros

Comidas confortáveis, feitas no mesmo tacho, com molhanga... fáceis de fazer, baratas e nutritivas.

Adoro.

IMG_20191030_153713.jpg

Usei:

- Massa (a que preferirem)
- Grão de bico cozido 500 gr
- Uma cenoura
- Uma cebola
- Meio pimento (usei vermelho)
- Coentros a gosto
- Três colheres de polpa de tomate (eu uso tomate de lata que congelo triturado em "cubinhos" das formas de fazer gelo
- Caldo de legumes (uso a água de cozer legumes. Se não tiver, uso água mesmo
- Azeite, sal, pimenta e piripiri q.b.

Como fiz:

Cortar a cebola em tiras, a cenoura em pequenos cubos, o pimento em pedacinhos.

Num tacho, num fundo de azeite aquecido, juntar os legumes cortados e a polpa de tomate, deixar murchar um bocadinho.

Acrescentar "dois dedos" de altura de caldo de legumes (ou água), temperar com sal, pimenta e piripiri e deixar cozer cinco minutos.

Juntar a massa e colocar mais água (ou caldo) que deve estar a ferver, para não parar de cozinhar, e ser suficiente para cozer a massa. É difícil dar a quantidade de água, tem que dar para a massa mas sem exagerar para não ficar uma água deslavada (é difícil ser precisa neste ponto). Deixar cozer o tempo adequado da massa (a informação consta no pacote da dita).

Dois ou três minutos antes de estar pronto juntar o grão de bico à temperatura ambiente.

Envolver, retificar temperos e deixar cozinhar.

Quando estiver adicionar os coentros picados, envolver e servir.

Está pronto, podem vir para a mesa.