Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

AlGo à Mesa

Doce ou salgado, saboroso e 100% vegetal

Fevereiro 12, 2020

Omelete sem ovos

... sim, é possível

Olhem para ela, tão bonita.
É igual à "normal"? Não. Mas é boa, é o que importa.

IMG_20191009_200232.jpg

Usei:

- Uma chávena de farinha de grão de bico
- Uma colher de sopa de linhaça moída
- Uma colher de café de curcuma
- Uma colher de sobremesa de levedura nutricional
- Água q.b.
- Azeite, sal e pimenta q.b.
No recheio, o limite é a imaginação, tal como em qualquer omelete, mas eu usei.
- Meia cebola
- Um quarto de pimento vermelho
- Um molhinho de salsa

Como fazer:

Picar a cebola, o pimento e a salsa. 

Numa taça juntar a farinha de grão, a linhaça moída, a curcuma, a levedura nutricional a cebola, o pimento e a salsa picados. Envolver. 

Aos poucos, adicionar a água e envolver bem, até obter uma consistência semelhante à que teriam numa omelete convencional.

Temperar de sal e pimenta.

Numa frigideira anti-aderente aquecer um fio de azeite e colocar uma porção de massa e deixar cozinhar em lume muito brando, tapada para ajudar no cozimento. Virar ou dobrar... desenrascar para ter uma omelete e não um mexido.

Muito do resultado final vai depender da vossa habilidade para fazer omeletes. A minha não é muita e a estratégia é usar uma frigideira pequena e assim só a dobro ao meio. Não tem a mesma elasticidade do ovo, vai partir um pouco mais, mas ninguém a consegue comer inteira, por isso, não há problema. Esta, por acaso, até ficou bem direitinha.

Servir com uma salada, para ser saudável, mas também vale no meio de um pão.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.