Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AlGo à Mesa

Doce ou salgado, saboroso e 100% vegetal

Dezembro 28, 2019

Cogumelos à Bulhão Pato

Se passam o ano em casa, ou pelo menos jantam, precisam de ideias de menu, não é? Estou aqui para ajudar. 

De entrada, para além das tostinhas e patês vegetais que já há à venda e dão pouco trabalho, sugiro que passem 10 minutos para preparar esta maravilha. Este prato também serve bem como petisco de sábado à noite.

IMG_20171230_211812.jpg

Usei:
- 300g de cogumelos (usei brancos, pequenos, cortados em quartos)
- 4 dentes de alho
- Uma chávena de vinho branco
- Um molhinho de coentros (aqui tem pouco, mas foi para alguém que não os adora).
- Um limão
- Azeite, sal e pimenta q.b.

Como fazer:

Cortar os cogumelos, como estes eram pequenos, foi aos quartos. Descascar e picar os alhos.

Num fundo de azeite numa frigideira, alourar os alhos.
Adicionar o vinho branco e mexer, deixando evaporar o álcool.

Juntar os cogumelos, temperar com sal e pimenta.
Deixar cozinhar em lume médio, por cerca de 10 minutos, mexendo ocasionalmente.

Regar com o sumo de um quarto de limão, mexer um pouco, desligar o lume e acrescentar os coentros frescos picados.

Servir com pão torrado e os gomos de limão, para quem quiser regar com mais.

 

Está pronto, podem vir para a mesa.

Dezembro 23, 2019

Natal - Filhoses de abóbora

Porque era assim que a minha avó lhe chamava e era ela quem sabia fazer isto como ninguém. Acidentalmente veganos, mas deliciosos. 16445356_4tlzq.jpg

Os ingredientes são a olho que não pesei nada. Ofereceram-me uma abóbora que usei inteira, depois a farinha foi até atingir o "ponto" da massa que eu queria.

Usei:
- Abóbora 
- Fermento de padeiro (um cubinho)
- Farinha de trigo 
- Um cálice de aguardente
- Sal q.b.
- Óleo para fritar
- Canela em pó e açúcar para  polvilhar

Como fazer:

Queremos fazer os bolos amanhã, por isso, hoje é preciso cozer a abóbora em pouca água e com um pouco de sal.

Colocar num pano e, por sua vez, este num escorredor e deixar escorrer até amanhã.

Amanhã, mão na massa:

Dissolver o fermento na água ardente.

Colocar a abóbora num alguidar e desfazer com as mãos (também se pode passar com a varinha ou o "passe vite", mas prefiro assim que sinto os "fios" da abóbora nos bolos.

Juntar o fermento com a aguardente, uma pitada de sal e amassar muito bem, juntando farinha aos poucos até atingir o ponto (e agora? Como explico isto?). A massa não descola completamente das mãos, mas também não é molenga e pegajosa. 

Tapar o alguidar com um pano e deixar repousar durante 2 horas.

Fritar colheradas de massa em óleo quente e escorrer em papel absorvente.

Polvilhar com açúcar e canela.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Feliz Natal 

Dezembro 20, 2019

Natal - Roupa Velha

Não sei como é em vossa casa, mas na minha, este é o prato do jantar de dia 25. O jantar de véspera já leva ingredientes a mais, de propósito para sobrarem e é com essas sobras que se faz um dos meus pratos preferidos de Natal e que foi dos primeiros que pensei adaptar na quadra.download_20190106_155657.jpg

Quantidades é o que sobra, por isso não consigo quantificar, mas já sabem, quanto mais, melhor 

Usei:
- Sobras de tofu (este, por exemplo)
- Sobras de batatas cozidas
- Sobras de couve portuguesa cozida q.b.
- Sobras de cenouras cozidas q.b.
- 4 dentes de alho
- 2 folhas de louro
- azeite, sal e pimenta q.b.

Como fazer:

Cortar todas as sobras de tofu e legumes em pedaços pequenos e reservar, mantendo as couves em separado
 
Picar os dentes de alho e alourá-los em azeite. 
 
Juntar os legumes e o tofu, temperar com pimenta e deixar alourar . Adicionar as couves, envolver e deixar ao lume até que aqueçam.
 
Transferir para uma travessa e servir de imediato.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Dezembro 18, 2019

Natal - Aletria

Vinda do norte, a minha avó trouxe com ela a tradição da aletria que nunca faltou na mesa de Natal. Adaptar a receita para que não levasse produtos de origem animal foi tão fácil como... retirar os produtos de origem animal, fica ótima, mas como está é para enganar omnívoros... levou mais umas coisinhas.

IMG_20171231_194110.jpg

Usei:
- 250 gramas de massa aletria (que não leve ovos)
- 150 g de açúcar amarelo
- 1 pau de canela
- 2 cascas de limão (só a parte amarela)
- meio litro de água
- meio litro de bebida vegetal (usei arroz, mas soja também vale)
- uma pitada de sal
- uma colher de chá de manteiga vegetal
- uma colher de chá de amido de milho
- uma pitada de curcuma (opcional, só serve para dar cor)
- canela para polvilhar
 
Como fiz:
 
Num tacho levar ao lume a água e a bebida vegetal, reservando um pouco (uma chávena de café, não mais do que isso) de bebida vegetal para depois.
Juntar as cascas de limão, o pau de canela, a manteiga vegetal e a pitada de sal. 
 
Numa tigela juntar o amido de milho e a curcuma e dissolver num pouco de bebida vegetal. Este passo é opcional e pretende substituir o ovo.
 
Quando começar a ferver, juntar a massa e deixar cozer cerca de 3 minutos em lume baixo, mexendo de vez em quando. 
 
Juntar o açúcar e a mistura de amido de milho, envolver bem e deixar cozer mais dois minutos.
 
Retirar as cascas de limão e o pau de canela e servir numa travessa ou em pratinhos/tacinhas polvilhada com canela, de preferência com uma decoração mais bonita do que a apresentada na imagem.

 

Está pronto, podem vir para a mesa.

Dezembro 16, 2019

Natal - Salada de frutas

Com a quantidade de doces e fritos que se come no Natal (sim, sou dessas) cai bem uma coisa fresca e, para mim, uma salada de fruta é sempre uma boa opção de sobremesa. A variedade de frutas fica ao critério de cada um, mas esta combinação é, sem dúvida, a repetir.
download_20190106_155716.jpg

Não há muito que saber, mas ainda assim, aqui fica.

Usei:

- Uma lata pequena de pêssego em calda
- Três laranjas (uma delas para sumo)
- 250 gr de morangos
- 125gr de mirtilos
- Sumo de 1 limão pequeno
- Duas colheres de sopa de geleia de Agave (menos ou mais, conforme a gulodice)
- uma chávena (daquelas medidas mesmo) de 7Up/Sprite
- Podem usar um cálice de Vinho do Porto, se todas as pessoas que vão comer puderem beber álcool.

Como fiz:

Não há muitos segredos.
Cortei as frutas mais ou menos do mesmo tamanho e juntei-as todas numa taça bonitinha (isto é relativo, para mim uma taça de vidro lisa e sem adornos é bonita, não questionem).
 
Numa tigela misturar os sumo de limão e de laranja, a geleia de Agave, a 7Up/Sprite e, se for caso disso, o Vinho do Porto. Envolver bem e regar as frutas com a mistura.
 
Reservar no frigorífico, tapada, até à hora de servir.

 

Está pronto, podem vir para a mesa.

Dezembro 12, 2019

Natal - Seitan assado

E para o dia de Natal, quando a família come o assado? No ano passado resolvi com um "seitan do desenrasque" que os comensais só não trocaram pelo peru porque não chegava para todos.

download_20190106_155629.jpg

"Ah! Mas o seitan parece borracha e não tem sabor!!"

Nada disso, desde que se escolha um bom seitan e se faça um bom tempero. Eu uso o da marca Shambhala, que não me paga para a referir, infelizmente. Depois é só deixa-lo no banho pelo menos três horas e fica delicioso.

download_20190106_155519.jpg

Usei:

- Seitan, quantidade depende de quantos vão comer, este era de 500 gr.
- 4 dentes de alho esmagados, pode ser com a casca
- 2 folhas de louro
- Uma colher de sopa de molho inglês
- 3 colheres de sopa de molho de soja
- 4 colheres de sopa de vinho branco
(confesso que estas medidas de líquidos foi a olho, mas é mais ou menos isto)
- sal, pimenta, piripiri e azeite q.b.

Como fiz:

Parti o seitan em fatias e sequei-o muito bem com um pano.

Numa taça juntei o molho de soja, o molho inglês e o vinho branco, temperei com pimenta e piripiri.
Mergulhei o seitan no liquido, apertando para que absorva tempero. Adicionei os alhos e o louro.

Deixei marinar duas horas.

Na hora de cozinhar, eu usei a Actifry, que funciona como um forno, mas também pode ser feito numa frigideira.


Descartei a marinada, mas não é necessário escorrer muito o seitan.
Untei o tabuleiro com azeite e dispus as fatias, temperei com sal e deixei dourar de ambos os lados.

Servi com os acompanhamentos que havia. Arroz branco, grelos cozidos e BATATA FRITA!! Mas podem (e devem) ser criativos no acompanhamento.

Podem vir para a mesa.

 

 

 

Dezembro 10, 2019

Natal - Tofu com todos

Se querem acompanhar a família no prato tradicional da ceia de Natal mas não querem comer o pobre bacalhau, podem preparar um tofu que acompanha muito bem a batata e a couve e mais outros legumes que achem por bem. Mesmo que vão a casa de alguém, é fácil levar umas fatias de tofu num "taparuere".

Não levem é contado, porque é provável que alguém queira provar e vocês precisam de comer.download_20190106_155621.jpg

Tofu não sabe a nada. Ótimo, tem todo um potencial de tempero onde o limite é a imaginação. Ter atenção só em temperar, pelo menos, duas horas antes de cozinhar.

download_20190106_155516.jpg

Usei: 
- Tofu, a quantidade depende de quantos vão comer, usei as barras de 500 gr.
- 4 dentes de alho picados
- Sumo de meio limão
- 2 folhas de louro
- sal, pimenta e azeite q.b.
 
Como fiz:
 
Parti o tofu em fatias, mais ou menos do mesmo tamanho, e temperei com os alhos picados, o sumo de limão, as folhas de louro e pimenta.
Deixei a marinar duas horas.
 
Na hora de cozinhar, aqueci um frigideira anti aderente untada com azeite, temperei o tofu com sal e levei-o a fritar até ficar bem douradinho.
 
Servir com os acompanhamentos desejados, mas a batata, cenoura e couve cozidas "cheiram" a Natal.
 
Podem vir para a mesa.

Dezembro 06, 2019

Natal - Entradas

Com as festas a aproximarem-se, começo a pensar no menu.

Como há tanta comida nestas alturas, as entradas é algo em que não aposto muito, pelo que, mais do que receita, deixo sugestões. 

Colagem sem título (1).jpg

- Frutos secos.

- Azeitonas (as vossas preferidas) temperadas com azeite e orégãos.

- Pimentos Padron salteados com um fio de azeite e sal.

 

Dá para petiscar antes dos pratos principais sem encher a barriga.

Podem vir para a mesa.

 

Novembro 28, 2019

Cogumelos e espinafres salteados

Sai um jantar super rápido com marmita para o dia seguinte?

O arroz já estava feito de refeições anteriores e havia ainda uns bimis (para mim são brócolos, mas adiante) para compor a refeição que serviu para levar para o almoço, mas na foto foi só isto e para jantar serve bem.

IMG_20180402_200558.jpg

Usei:

- Meia dúzia de cogumelos (brancos, mas pode ser outro qualquer)

- Meia cebola

- Uma tira de pimento (usei vermelho, mas qualquer um é bom)

- Dois dentes de alho (ou 4, ou nenhum, é ao vosso gosto)

- Uma dúzia de azeitonas (ou quantas vos apetecer. Aqui estão 13, até porque só as contei agora na foto)

- Uma mão cheia (muito cheia) de espinafres.

- Azeite, sal, pimenta e piripiri q.b.

IMG_20180402_192505.jpg

Como fiz:

Laminar os cogumelos, cortar a cebola e o pimento em tiras, laminar ou picar os alhos.

Num wok aquecer um fio de azeite e adicionar a cebola e o pimento e deixar até ficar translucida, mexendo ocasionalmente.

Juntar os cogumelos, temperar de sal, pimenta e piripiri e envolver.

Deixar cozinhar, mexendo ocasionalmente, durante uns 10 minutos

Juntar os espinafres e as azeitonas e envolver. Tapar o wok, desligar o lume e deixar repousar.

Quem preferir pode deixar os espinafres cozinharem um pouco, eu acho que o calor que existe é suficiente.

Está pronto, podem vir para a mesa.

Novembro 21, 2019

Leite Dourado (Golden Milk)

Com este frio vai bem uma bebida quentinha e esta é tão boa como diferente do comum, apesar de agora ser mais falada e comece a entrar na moda.

Segundo consta, tem uma série de propriedades boas para a saúde, mas como só bebo porque gosto e não por ser saudável, não me vou pronunciar em relação a isso.

IMG_20171206_230712.jpg

Usei:

- Uma caneca de leite de coco (ou qualquer outro leite vegetal)
- Um pedacinho de curcuma ralada e um pedacinho de gengibre ralado (pedacinho do tamanho de uma avelã, mais ou menos)
- Meio pau de canela
- Pimenta preta q.b. (opcional)
- Uma colher de chá de geleia de agave, ou outro adoçante a gosto (opcional)

Como fiz:

Num fervedor (serve um tachinho, mas eu tenho um mini fervedor amoroso) aquecer a bebida vegetal com a curcuma e o gengibre ralado, o pauzinho de canela e a pimenta.

Deixar ferver, mexendo de vez em quando (o cheirinho é maravilhoso)

Quando ferver, retirar do lume e adoçar a gosto.

Coar a bebida para não irem os pedacinhos das raízes para a caneca.

Está pronto, podem vir para a mesa o sofá com uma manta.